Guia Turístico: 2 dias em Paris, o que fazer em Paris

Paris realmente é um lugar diferente, com restaurantes e suas mesinhas na rua e arquitetura singular. Sim, das cidades que eu conheci Paris é a mais bonita. Pegamos muito frio e chuva e isso atrapalhou um pouco a disposição de ficar na rua. O que me deixou uma pouco chateada é que tudo precisava pagar para entrar, diferente de Roma que quase tudo era de graça, “pão durisse” a parte haha, decidimos que iriamos pagar apenas o Louvre, porque ir a Paris e não ir no Louvre não dá!
Em Paris perto dos pontos turísticos você vai encontrar várias “barracas” de comida e muitas vezes vão ter jardins ou mini lagos por perto com várias cadeiras ao redor, quando for comer se você não quiser pagar um preço muito maior, peça pra viagem e vá sentar nessas cadeirinhas. O preço pra sentar sobe mais do que os 10% que a gente imaginava que seria. Irei descrever um pouco do que fizemos em 2 dias em Paris.

Vista panorâmico do alto do Sacre-Coeur

Sacre-Coeur: O Sacre-Coeur fica a 129 metros acima do nível do mar, ou seja, ele fica bem lá no alto da cidade, ele é dedicado ao coração de Cristo e foi construído depois da promessa de Alexandre Legentil e Hubert Rohault de Fleury, que prometeram que construiriam uma basílica caso a França sobrevivesse a guerra Franco-Prussiana.
Ela fica no bairro de Montmartre, que é um bairro super boêmio e onde muitos artistas, intelectuais, pintores moram ou moraram, é cheio de restaurantes e bares bacanas e diferentes.  Nosso hotel ficava relativamente perto então decidimos queimar logo esse ponto turístico no mesmo dia que chegamos, eu não vi nenhum bondinho que levava lá em cima, então fomos de escadão mesmo e olha vou dizer, se você for sedentário procure outra alternativa pra subir! São muitos degraus e fiquei dolorida como se tivesse feito mil agachamentos, mas vale a pena porque lá de cima dá pra ter essa vista incrível da cidade, se for no pôr do sol então. No Sacre-Coeur você pode entrar de graça e se for muito religioso pode comprar uma velinha e deixar ali com algum pedido.

Sacre-Coeur

Notre-Dame: É uma catedral dedicada á Maria mãe de Jesus, ela tem um estilo gótico, ela marcou uma ascensão de uma sociedade privilegiada e foi financiada financeiramente por classes altas que tinham interesse em marcar com esse símbolo o poder dessa sociedade. Ela criou fama mesmo depois da história do “O Corcunda de Notre Dame”, que criou interesse na arquitetura e história do monumento.
Eu não entrei lá dentro, tinha uma fila bem grande pra entrar, então pra quem gosta mesmo de arquitetura vale a pena pagar pra entrar. Nós conhemos o monumento por fora e a parte de trás da catedral é tão bonita quanto a frente.

Notre-Dame: detalhe das portes que são vários santos e demônios formando o arco.

Louvre: É muito grande! O Louvre sempre foi moradia de vários reis e cada um fez uma modificação no prédio, como um palácio subterrâneo e criações de novas alas, o que acabou tornando o Louvre em um monumento gigante cheio de prédios e ambientes que hoje serve inteiramente para a cultura. As pirâmides foram construídas apenas em 1989, que marcou uma nova reorganização do Louvre e serve exclusivamente para a entrada dos turistas.
A entrada foi 10 Euros se não me engano e achei um preço bom, compramos o de 1 dia só, mas se você é aficionado por arte com certeza precisará de mais de 1 dia pra conhecer tudo, em só 2 dias em Paris acaba que te limita um pouco. É bom pegar o mapinha das artes, porque assim você pode ir diretamente onde mais te interessa. Lá existem várias entradas, então é bom organizar coisas a ver em cada entrada. O primeiro que fomos foi a Monaliza e eu jurava que era um quadro grande, mas é um quadro minusculo que você quase não consegue apreciar porque tem um monte de gente louca se espremendo pra tirar uma foto. Tirar fotos com flash teoricamente é proibido, mas o que mais rolava eram flashes pra todo lado do museu. Eu adorei os pintores Italianos e foram os meus favoritos.
Aproveitem pra almoçar na praça de alimentação do Louvre, a comida é boa e mais barata que comer em restaurantes Franceses. Pedi um Boeuf Bourguignon e tava bem gostoso. Se você é bom de boca as porções são pequenas, então é bom pedir outra coisa ou comer sobremesa hehe.

Monaliza

Não deixem de ir conhecer o apartamento do Napoleão, é muito bacana e por ali dá pra conhecer o quarto dos reis e os objetos pessoais e de decoração.

Sala de jantar do Napoleão

Cama dos reis que moravam no Louvre

Torre Eiffel: É o monumento mais conhecido da França e o monumento mais “tem que ir” de todos. Ela tem 324 metros de altura e foi concluída no ano de 1889.
Infelizmente quando chegamos na torre começou a chover, por sorte havíamos levado nosso guarda-chuva podrinho de Londres e nos salvou. Como a torre é vazada, ficaria difícil se abriga em baixo dela. Você pode subir a torre por escada ou por elevador e existem mais de 1 entrada pra subir, o preço não achei absurdo não, mas não subimos porque eu tava cansada, tava chovendo e a fila tava enorme. A torre é tão grande que é até difícil tirar foto dela toda ahaha, tivemos que ir lá pra frente onde tem os jardins, agachar e ai tentar tirar a foto. Pra gente que ficou só 2 dias em Paris não deu muito pra voltar outro dia, se você estiver descansado e o dia estiver lindo, aproveite.

Uma das tentativas de tirar foto decente na chuva.

Arco do Triunfo: Esse monumento foi construído pra comemorar as vitórias militares do Napoleão Bonaparte e foi inaugurado em 1836. No monumento tem gravado o nome de 128 batalhas e 558 generais. Ele se tornou um ponto de partida pra paradas militares e manifestações populares.
Eu aconselho a ir primeiro ao Louvre e de lá ir pro Arco do Triunfo, porque no caminho você passa pela Place de la Concorde e Champs-Élysées, uma rua cheia de lojas e muito lotada de gente.
Pra conseguir chegar no Arco do Triunfo você entra num espaço subterrâneo, porque é uma rua quase impossível de atravessar e pra sair de lá é o mesmo, existe mais de uma entrada, se você erra a que você quer é só procurar outra.
Vista da Place de la Concorde para o Arco do Triunfo

Arco do Triunfo, antes de atravessar pelo subterrâneo

Todos esses acima nós fizemos no primeiro dia, o que mais demorou foi o Louvre porque é realmente sensacional lá dentro, como ficamos apenas os 2 dias, queríamos conhecer o máximo possível de coisas. Caso você queira passar mais tempo lá ou em outros monumentos, só 1 dia não vai dar e provavelmente só 2 dias em Paris seja muito curto pra conhecer tudo. No segundo dia foi mais tranquilo e fomos mais passear por Paris do que conhecer monumentos. No domingo em bairros que não são muito turísticos nada abre! Então quando fomos conhecer lugares que não eram tão turísticos e deu a fome do almoço levamos quase 30 minutos andando até chegar em Montparnasse e ai sim encontrar restaurantes abertos.

Le Panthéon

Jardim de Luxemburgo

Museu da Armada

Nós fomos e voltamos de Eurostar, o trem bala, e como ele chegaria no Gare Du Nord, nós nos hospedamos ali perto. Ir de trem foi ótimo, é mais confortável e menos estressante que avião e se você tomar um remedinho, só acorda quando chegar lá rs

O metrô lá é barato, se não me engano era 1,30 Euros, você tem a opção de comprar bilhete único, e a gente preferiu porque como andamos muito sairia mais barato comprar só quando fossemos utilizar. Então façam as contas com a disposição pra andar, porque se você for pegar metrô toda vez que for mudar de lugar ai pode ser bom comprar o do dia todo ou se você for ficar 1 semana, tem também como comprar bilhetes que valem pra vários dias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s