Procure a piscina mais próxima – Madri

Como vocês já sabem, em Madri não tem praia, mas tem piscinas… e muitas! O verão aqui é de temperaturas bem elevadas
um banho ajuda bastante a suportar esses meses de calor.

01 copy

Pra quem tem planos de estudar, morar ou passar umas largas férias nesse período é bom procurar uma piscina. As piscinas aqui ficam nos centros desportivos das cidades. Geralmente tem uma coberta e climatizada que pode ser
utilizada durante todo o ano e também as descobertas que somente abrem no verão. Eu já fui a três piscinas aqui, em cidades diferentes
e em nenhuma havia muita gente, nem fila pra entrar, muito pelo contrário, em todas eu sempre fiquei praticamente
sozinha.

Então não precisa ficar com o pé atrás pelo fato de ser da prefeitura.

02

Alguns centros oferecem um espaço para as refeições, caso você queira passar o dia e almoçar ou lanchar por lá. Tem lanchonete pra quem preferir.

03

Aqui as pessoas adoram um bronzeado e por isso existe uma área destinada para colocar toalhas e ficar ao sol, mas se não quiser tem sombra também.

04

Quando eu fui à piscina paguei 6€ pela entrada e não foi preciso fazer exame médico. No site de Madri tem as informações sobre preços e horários. Pra quem gosta muuuuuuuuuito de piscina pode comprar um abono que dá direito a entrar
quantas vezes você quiser durante todo o verão.

Nos centros desportivos você não encontra apenas atividades de lazer, eles oferecem vários cursos e práticas de esporte.
Vale a pena conferir!

07 05 06

nayara foto

Maiorca, uma ilha que você vai querer conhecer.

Tudo ocorreu muito rápido, desde a decisão de viajar até viajarmos. Acontece que esse ano, fora a minha viagem pro Brasil, ainda não havíamos feito nenhuma viagem nova por aqui no velho mundo e eu estava doida pra viajar. Tudo começou com uma olhada básica no Skyscanner pra ver como estavam as promoções de passagens, depois disso Romero pediu pra que fossemos pra um lugar onde houvesse praia e os melhores preços eram pras praias da Espanha. Depois de pesquisar mil combinações de dias o melhor preço estava para Maiorca. Mas calma! Eu pesquisei bastante sobre a Ilha e suas praias antes de escolher ir pra lá, porque afinal de contas não importa se a passagem é barata se o lugar não vai te agradar né? Mas acontece que eu AMEI as fotos que vi.

HOTEL

Depois de comprar as passagens fomos atrás do hotel, procuramos o que tinha o melhor custo x benefício, ou seja, fosse barato, bonzinho e localização boa. Nessa busca encontramos o Hotel Mirablau e decidimos por ele. Ele realmente tinha uma boa localização, em um bairro tranquilo com supermercado, restaurante e praia perto. O hotel não é ruim, o staff é extremamente atencioso e gentil, o café da manhã não tem muitos luxos, mas dá pra comer direitinho. Porém, algumas coisas incomodaram um pouco como: o colchão era um pouco desconfortável e a acústica do quarto era terrível! A gente escutava gente no banheiro de outro quarto, qualquer barulho no corredor parecia que era lá dentro do quarto e de vez em quando chegavam uns bêbados de madrugada que achavam que estavam em casa e ficavam fazendo barulho no corredor. Eu daria 3 estrelhas pro hotel, os defeitos não estragaram nossa viagem, mas também não dá pra dizer que foi perfeito rs.

ALUGUEL DE CARRO

DSC01687 copy

Bom, a ilha é bem grandinha e tem várias praias e coisas legais pra conhecer! Não queríamos ficar presos ali em Palma de Maiorca onde a cidade não é tão atrativa e a praia também não é a mais paradisíaca, então decidimos alugar um carro pra todos os 7 dias que ficamos lá. Aumentou nossos custos? Sim, mas foi a melhor coisa que podíamos ter feito!

Mas descobrimos que na hora de alugar carro o barato pode sair caro! Pesquisem muito na internet qualquer empresa que estiverem pensando em usar. Nós alugamos por um site que serve como uma agência e te dá várias opções de carros e empresas, porém eles não te avisam qual empresa será até você ter terminado de pagar e foi ai que nos lascamos! Nós alugamos 1 dia antes da viagem e pra cancelamento com devolução total do dinheiro precisa ser com no mínimo 2 dias de antecedência. Nós descobrimos que a empresa seria a GOLDCAR e quando fomos pesquisar sobre ela ficamos de queixo caído! Muitos e muitos comentários ruins sobre ela, fiquei muito chateada e até pensamos e pagar a multa do cancelamento e ir alugar em outra com comentários bons, mas no final sairia a mesma coisa, porque a outra empresa era mais cara. Qual o problema da GOLDCAR? Você chega lá na hora de fazer o check-in e descobre que se você não fizer o seguro relax você não está totalmente seguro e ai eles fazem o tal calção no seu cartão de crédito de 600 euros. Até ai tudo bem, normal né? Mas quando você devolve o carro eles não avaliam na hora e eles têm 15 dias pra estornar o calção e ai que vem o problema! Muitas vezes eles usam de arranhões ou qualquer outra coisa, que muitas vezes não foi a pessoa que fez, pra poder te cobrar o dinheiro e já retiram uma parte do calção que você tinha dado, afinal você já havia aceitado a transação, então eles podem fazer isso e você não consegue reclamar nem nada porque eles não vão devolver, o que muitos tentam é resolver com o cartão de crédito. Como eu já tava sabendo das maracutaias deles, nós já havíamos decidido pagar o tal do seguro relax, que custou 41 libras, e assim não é preciso fazer o calção. Outra coisa que muita gente reclama e não é exclusividade deles é que você precisa pagar pelo tanque cheio e ai é problema seu se você vai usar ou não! Eles falam que se você for ficar por 3 dias ou menos eles te devolvem o dinheiro da gasolina que você não usou, mas muita gente reclama que eles não devolvem coisa nenhuma. Nós pagamos 69 euros pelo tanque de gasolina e devolvemos ele no vermelho! hahaha Se for ficar menos de 5 dias eu aconselho a alugar com a Sixt, uma empresa que é mais cara, mas é, segundo os comentários,  super honesta e a gasolina você usa e tem que devolver no tanto que recebeu, não paga a mais. Resumindo, no final pra gente não teve tanto problema o carro era bom, novo e pagamos o que pagaríamos se fossemos cancelar e alugar com outra, mas se fosse alugar de novo iria direto na Sixt.

PLANEJANDO A VIAGEM

Essa é uma viagem que precisa mesmo ser planejada, caso queira ir visitar a ilha de carro, porque tem muita coisa pra ver, conhecer e muitas vezes não dá tempo de fazer tudo né? Cada um planeja a viagem de acordo com seu gosto seja pra ter dia de compras, dia de conhecer a cidade e monumentos, que praias eu quero ir, quais percursos e distância. É bom olhar pelo Google maps e ver a imagem de satélite das praias, porque muitas só tem pedra e dá pra ver pelas imagens. Eu utilizei uns sites pra me ajudar a fazer os roteiros do dia, lá tem várias coisas falando sobre Maiorca, um deles é o SeeMallorca e o Majorca-Mallorca (Você pode conhecer sobre várias cidades que valem a pena conhecer e não são tão conhecidas).

PRAIAS

O que nós queríamos era praia, muita praia! Então fomos focados nisso. Viajamos mais de 600 km nesses 7 dias e conhecemos todos os lados da Ilha, infelizmente não deu pra conhecer todas as praias indicadas como boa, mas conhecemos algumas bem bacanas. Nós utilizamos um aplicativo de celular offline de GPS que se chama Sygic, ele é pago mas tem uma versão gratuita por 7 dias.

A encosta de Maiorca é bem rochosa, principalmente no norte da Ilha e por isso muitas praias são de difícil acesso ou tem pouca extensão de areia ou nem areia tem hehe. A primeira é a Cala Major, que ficava pertinho do nosso hotel, a praia não é grande e tem pouco extensão de areia, não foi a nossa preferida, mas a vista de cima dava pra ver a cor linda da água. De lá fomos pra Palmanova e Santa Ponça, eu adorei Palmanova! É um local bem legal pra se hospedar a água era bem transparente, o calçadão o melhor que vimos em toda a ilha, Santa Ponça foi OK. (Eu me dei conta agora que não tirei foto em Palmanova ;/)

DSC01624 mcopy

DSC01629 mcopy

No dia seguinte queríamos ir em uma praia menos turística na parte sul, mas era de tão difícil acesso que não conseguimos encontrar o caminho! kkkkkk Então acabamos parando em Colonia de Sant Jordi a cidade é muito tranquila com alguns restaurantes e comércios e foi minha praia TOP, a água bem parada quase uma piscina, com uma cor espetacular e bem menos fria que as praias do norte o único problema é que estava vindo uma frente fria e tava ventando muito! Nosso guarda sol não tava parando queto, então decidimos ir para a famosa praia Es Trenc. O problema de praias que ficam famosas é que ficam lotadas de gente e acabam querendo cobrar estacionamento, pagamos 6 euros pelo estacionamento. A água não estava tão límpida, mas foi bacana! Lá também é uma praia de nudismo, então se acostume a não se importar. Ah, em TODAS as praias terão mulheres fazendo top less, de preferencias as idosas, sério! kkkkkk.

DSC01639 mcopy

DSC01653 mcopy

No terceiro dia fomos explorar as montanhas que ficam na parte norte da Ilha, vá preparado pra horas e horas de muitas curvas haha, mas vale a pena a vista é maravilhosa e as cidadezinhas uma graça. Nosso roteiro seria começando em Estellencs passando por Banyalbufar, Deià, Sóller e Port de Sollér. No meio do caminho indo pra Estellencs encontramos um restaurante no precipício hehe e decimos almoçar na varanda. Se lembra a frente fria do dia anterior? Então, se instalou e tava um vento mortal! Tava jogando tudo no chão, eu não tava conseguindo comer com medo de derrubar os copos e etc. Então decidimos ir comer lá dentro. Ali perto do restaurante tem tipo um mirador, vale a pena subir e ver a vista.

montanha

restaurante

vista

Quando chegamos em Estellenc deixamos o carro em um estacionamento da cidade e fomos dar uma andada a pé, eu achei a cidade uma graça e deve ser ótimo pra quem quer descansar da agitação. Por ali tem uma vista bem bacana e uma “praia”, porque não dá pra entrar na água é cheia de pedras grandes e é perigoso. Mas vale a pena pegar o caminho pra admirar! Tem um restaurante lá também.

DSC01755 mcopy

DSC01764 mcopy

Nas outras cidades nós não ficamos muito tempo paramos mais pra descansar, comer e ficar sentados olhando a vista. Em Deià tem uma praia bem bacana com areia, mas é de muitíssimo difícil acesso, nós lemos que tem que andar a pé 1,6 km, porque o carro não passa por esse caminho. Como eu imagino que a ida seja descida a volta é subidona rs. Andar pela montanha é cansativo, apesar das vistas lindas você leva muito tempo pra percorrer uma quilometragem pequena e dá um pouco de enjoo o tanto de curva.

Chegamos em Sollér e como já estava meio tarde decidimos ir direto pra praia que se chama Platja d’en Repic, fica perto do Porto. Tem um estacionamento ali pertinho da praia. A praia é pequena e como já estava meio tarde já estava mais vazia, a água é bem limpinha e parada, mas eu vi uma água viva e fiquei com medo de ficar lá dentro kkkk. Deitamos na areia e apagamos foi só o tempo de dar uma soneca e ir voltar pra casa. A volta é mais tranquila, pois tem um caminho que passa por debaixo das pedras e é direto, mas tem que pagar o pedágio que se não me engano era 5,50 euros.

PLATJA DEN REPIC

No dia seguinte foi o dia de conhecer o lado nordeste da ilha e percorremos um longo caminho, longo para a ilha, mas não foi tão longe assim hehe O ponto mais longe de onde estávamos hospedados dava 90 km. Nós fomos para Manacor, cidade do jogador de tênis Nadal e também onde tem uma fábrica de pérola Maiorca, você pode pagar pra fazer um tour pela fábrica e comprar a peço de Outlet. Nós não ficamos lá e seguimos direto pra Porto Cristo. Porto Cristo é onde ficam umas cavernas bem turísticas, com uma iluminação bacana e no final do tour tem uma orquestra. Se não me engano custa 14 euros a entrada. Nós paramos lá em Porto Cristo pra conhecer um pouco a cidade, que é super tranquila, e tirar fotos fantásticas. Depois de lá fomos para Cala Rajada que já é uma cidade mais movimentada e cheia de turistas alemães, vale lembrar que toda a área nordeste é tomada por alemães. Nós almoçamos por lá e ficamos um pouquinho na praia, não foi bem minha praia favorita e estava CHEIA de água viva, teve uma hora que ninguém tinha coragem de entrar hahaha Mas das pessoas que estavam lá dentro não vi ninguém sendo queimado. De lá fomos pra Cala Mesquida, que é menor, não é tão movimentada, mas também não é tão calminha. Nós adoramos a praia de lá! As praias do nordeste são mais agitadinhas e chegam a fazer ondas, a água super limpinha e cristalina. No finalzinho da praia eu vi algumas pessoas peladas, acho que é porque ali do lado tem uma praia exclusiva de nudismo.

DSC01811 copy

PORTO CRISTO

OBS.: Na maioria das praias vão ter camas de praia com um guarda sol de palha, apesar de parecer não ter ninguém olhando você precisa pagar pra usar e não é barato! Teve uma praia que tava cobrando 13 euros. O que nós fizemos foi pedir toalhas de praia no hotel e comprar um guarda sol vagabundinho nessas lojas de turista. Custa no máximo 10 euros e é o que a maioria das pessoas fazem, até porque muitas vezes essas caminhas da praia estão quase sempre cheias em horário de pico e o sol de Maiorca não é brinquedo não.

PALMA DE MAIORCA

2013-06-20 20.48.55

Palma é a maior cidade da ilha com a maior concentração de turistas. É também onde tem o aeroporto principal. Nós não tivemos muito tempo de conhecer bem porque no dia que iriamos fazer o tour foi o dia que passamos no hospital. Se você for no TripAdvisor e pesquisar por Palma de Majorca terá infinitas coisas a conhecer e fazer. Nós fomos a noite, pois o Romero acha que toda cidade a noite é mais bonita. Nós demos uma andada rua a dentro até chegar na Catedral, ali perto tinha uma rua cheia de restaurantes e uma feirinhas artesanal, eu babei demais nas pulseiras.

SE ALIMENTANDO

Nós iriamos ficar 7 dias e seria todos os dias tendo que comer café da manhã, almoço, lanche e jantar. O café da manhã pagamos o do hotel mesmo, o lanche e quase todos os jantares nós compramos no supermercado, porque comer na praia ia sair muito caro! Compramos uns biscoitinhos integrais, geléia, torradinhas, muita água e de jantar comemos todo dia umas saladas prontas que tem no supermercado Mercadona. O almoço era sempre em algum restaurante do lugar que iriamos e como quase sempre eram coisas fritas e pesadas nós fazíamos o máximo pra comer o mais leve possível. Tem dois restaurantes que fomos e recomendo, mas são na área de Cala Major.

La Parada del Mar

Lá vendem vários tipos de peixes e frutos do mar, você escolhe os que você quer e você paga o peso, cada tipo de peixe/marisco são feitos de vários jeitos, pode ser grelhado, frito ou assado. A pessoa que vai te atender vai te dizer qual é a forma de fazer do peixe que você escolheu. Não existem muitos acompanhamentos você pode escolher entre as saladas ali na demonstração ou batata frita. Nós gostamos muito, foi o mais caro de todos que fomos, mas também os peixes eram inteiros e não só um filézinho e o camarão enorme. Eles dão de cortesia uma cestinha de pão com um patêzinho de alho, bem gostoso.

mar

La Greppia

É um restaurante italiano e fica bem perto do La parada del mar e do nosso hotel, mas só abre a noite. Nós fomos jantar lá no primeiro, porque o supermercado já estava fechado. Não tiramos foto, mas gostamos muito. Eles colocam uns azeites na mesa que pode parecer cortesia, mas não é e eles cobram por pessoa na mesa haha 1 potinho de azeitona eles cobram por 2. No final também vem acrescentando o VAT.

OUTLET

Nós fomos ao Outlet que tem ali por perto, se chama Festival Park. Tem várias lojas espanholas e outras internacionais. Algumas lojas que estavam listadas no site já haviam saído dali ;/. Eu aconselho a ir no começo da viagem! Pois dá comprar roupas de praia, biquines e etc. por preços bem bacanas, fiquei bem tentada, mas já não iriamos mais pra praia e vai demorar pra ir de novo. Gostei bastante da Camper e da Nike, onde comprei algumas coisas.

HOSPITAL

Eu sei que é “nada a ver” falar sobre hospital, mas uma hora pode acontecer como aconteceu com a gente. Nós pedimos pra recepção do hotel chamar um táxi e nos levar no hospital de emergência mais próximo. Fomos ao Son Espases e só depois que fiquei sabendo que era um hospital universitário. Ele é bem grandinho, arrumadinho com uma sala de espera bem grande. Como não sabia que era público fiquei tentando falar pra mulher que faz as admissões sobre como fazia com o seguro de viagem, meu portunhol é uma droga kkkk Talvez se tivesse falado português ela entenderia melhor. Bom, no final só tive que fazer uma fichinha e mostrar documentação. Fiquei meio por entender né? Só isso e pronto?. Lá na sala de espera eles chamam pelo auto falante o nome do paciente e a linha que ele deve seguir pra chegar onde deve. De lá foi tudo tranquilo até nos botaram com uma médica portuguesa que foi bem atenciosa e super paciente, nada prepotente.

 

Luísa.

Como andar de metrô em Madri

Dentro do planejamento de uma viagem você tem que incluir além dos gastos com passagem, hospedagem, comida e compras o meio de transporte que você vai utilizar para se locomover pela cidade. Considerando que o táxi é um pouco caro e alugar um carro numa cidade totalmente desconhecida e confusa não é muito aconselhável, a alternativa é usar o transporte público.

01

O sistema de transporte público em Madri é eficiente, cômodo e não é muito caro.

Untitled-1 copy

Você pode comprar a passagem individual, ou seja, cada vez que você for andar de metrô ou ônibus precisará pagar pela viagem. O preço varia de acordo com a distância, pode custar €1,50 a €2,00, pois depois de 5 estações do trajeto ele passa a cobrar 0,10 centavos por estação até o máximo de €2,00 (Mesmo que você continue depois de atingir o máximo ele não te cobra mais) . É possível adquirir o Abono de 10 viagens, que custa €12,20 e é o que eu mais uso e você pode dividir os créditos com outra pessoa.

Untitled-2

Para turistas tem o Abono Turístico para 1, 2, 3, 4, 5 e 7 dias. A zona de quem fica em Madri na zona turística é a Zona A. Esse não dá pra dividir. Com esse Abono você não fica a mercê da flutuação de preço da passagem única e nem mudança de tarifa entrando nas zonas B.
Você pode adquirir o Abono Turístico nas estações do metrô, no Aeroporto, em bancas de jornal, em alguns hotéis, agencias de viagem e pela internet: http://www.neoturismo.com/es/destinos/madrid

tourist season ticket

 

Madrid metro map

Mapa do metrô de Madri

 

Se você olhar no mapa verá as zonas B1, B2 e B3. Se você estiver com os abonos mensais, anuais e o título de 10 viagens você irá sofrer uma mudança de tarifa e então só sairá da estação comprando o ticket de saída em uma máquina perto das catracas e na hora de entrar de novo no metrô terá que comprar um ticket exclusivo só pra entrar. Quando você voltar pra zona A você poderá sair tranquilamente com seus tickets normais.

 Você pode conseguir mais informações no site do metrô de Madri: http://www.metromadrid.es/es/index.html
Pelo site você também pode botar ponto de partida e destino e o site te dá a melhor rota pra chegar lá

Outra opção que é aconselhável para estudantes de curso de verão ou para quem terá uma estância mais longa no país é a Tarjeta de Transporte Público.

 Qualquer pessoa pode fazer o cartão, você só precisa agendar o pedido e em minutos ele fica pronto. Não é necessário levar foto. Você paga um valor de €54,60 e pode usar no metrô e ônibus quantas vezes você quiser no período de um mês. O cartão inclui um mapa do metrô que ajuda bastante! Fazer o cartão custa €4. Se você tem até 23 anos pode adquirir a Tarjeta Joven que custa €35 por mês.

Antes de escolher qualquer uma dessas opções é preciso fazer as contas e avaliar o custo benefício, porque se você não faz muitas viagens a Tarjeta de Transporte Público, que custa €54,60, fica muito cara e a melhor opção seria o Abono de 10 Viajes, mesmo que você precise comprar quatro abonos vai custar mais barato, €48,80 no total. Por isso é bom fazer umas continhas antes de escolher.

Para adquirir a Tarjeta de Transporte Público você precisa ir às estações: Ciudad Universitaria, Avenida América, Sol, Moncloa, Príncipe Pio, Nuevos Ministerios ou Plaza de Castilla. Não se esqueça que é necessário o agendamento antes.

O site para agendar o pedido da Tarjeta de Transporte Público é: http://www.crtm.es/

12

Metrô/Aeroporto

O ticket unitário pra quem vai pegar o metrô no aeroporto ou ao contrário é um pouco mais caro. Quem está no aeroporto e quer ir pra cidade vai comprar o ticket unitário+suplemento que custa €4,50 até 5 paradas e um adicional de €0.10 por parada adicional até chegar em €5,00 que é o máximo que será cobrado. Se na hora que você for da cidade pro aeroporto você tiver já o bilhete unitário, você só comprará o suplemento que é €3,00.

nayara foto

Valencia: Cidade das artes e da Ciência

Valencia é uma cidade da Espanha, pertencente ao Estado da Comunidad Valenciana. Antes era mundialmente conhecida pela sua cultura, festas típicas e praias, mas a partir de 1998 passou a ser também conhecida pelo seu complexo arquitetônico e cultural voltado para as artes e ciência.

01

O complexo conta com seis edifícios, dentro dos quais inclui museu, aquário, mirador e um local para eventos. Eu não cheguei a entrar em nenhum deles, porque não tive tempo, mas ver só por fora já valeu muito a pena.

02

Começando pelo local voltado à eventos, o Ágora é onde são realizados todos os tipos de congressos, palestras e até torneios. Tem uma estrutura super moderna e para os estudantes de arquitetura é um bom lugar para se inspirar.

03

O Hemisfèric é uma sala gigante de projeção de filmes, a maior do país. Conta com projeções em 3D e IMAX Dome. Fica difícil caber na foto, mas dá pra apreciar a beleza e originalidade do edifício.

4e5

Não podia faltar um museu, é claro. O Museo de las Ciencias Príncipe Felipe é dedicado às artes do século XXI, trás exposições mais modernas e voltadas à tecnologia. Também trabalha com didática e interatividade em suas exposições.

6e7

Agora vamos ao Palau de les Arts Reina Sofía. Este foi o que eu mais gostei em termos arquitetônicos. Me lembra um capacete meio futurista hahaha. Dentro você encontra teatro, auditório, salas para atividades escolares, ópera e ballet.

8e9

O mirador Umbracle é uma espécie de jardim, com espaço para exposições e uma ótima vista da Cidade das Artes e Ciência. E olha quem eu encontrei por lá… o Brasil!

10 11

Por último está o Oceanogràfic e eu confesso que este eu não cheguei a ver, mas só pra completar o passeio vou comentar um pouco sobre ele. Este é o maior aquário da Europa, nele você encontra representações dos principais ecossistemas marinhos, com mais de 450 mil exemplares! Tem apresentação com golfinhos também!

12,13,14

A entrada no Oceanográfic custa uns 28 euros e nos demais edifícios em torno de 8 euros. No Umbracle eu não paguei para entrar. Então, se você for com tempo não tem muita desculpa pra não visitar todos os edifícios do complexo.

Site pra informações: www.cac.es

Muita sabedoria para todos!

 nayara foto

Cultura: Semana Santa na Espanha

Algumas cidades e regiões da Espanha têm a tradição de tocar tambor. Não costumam tocar a tradicional batucada que estamos acostumados, que inclui vários instrumentos. Aqui é só o tambor e em algumas cidades o bombo também.

01

Nas cidades em que o tambor é tradição é permitido tocar apenas durante a Semana Santa. Algumas colocam um cronômetro e outras estipulam o dia e o horário que as pessoas estão autorizadas a tocar.

02

Todos os anos antes da Semana Santa fazem uma exaltação ao tambor e ao bombo em umas das cidades que têm essa festa como costume. Cada uma se apresenta num palco, como uma espécie de show. A forma de tocar entre os participantes nunca se repete, porque cada cidade tem um toque diferente.

Umas das particularidades de tocar o tambor é que tocam sempre vestidos com uma túnica. E da mesma forma que existem os diferentes toques, as túnicas também variam de acordo com a cidade. Algumas cidades escolhem usar o capuz no rosto.

05

Untitled-1

Esse é um costume que se aprende no berço e não exclui as disputas, rivalidades e apostas de quem toca melhor. Só que pra essa competição eu não me atrevo a participar hehehe.

Untitled-1 copy

Ps.: É verdade que a Semana Santa já passou faz um tempinho hehe, mas achei importante mostrar aqui sobre cultura, como a Espanha é tão cultural como a gente.

nayara foto

Alicante, tire o máximo proveito de toda a cidade

Vir à Europa não é uma coisa que se faz todos os dias, então tente ver, visitar, conhecer, experimentar o máximo que você puder. Depois de escolher o destino tente se informar de todos os eventos, pontos turísticos e locais que são interessantes pra você, como cassino ou shopping.

01

Eu gosto de saber antes o horário e o preço da entrada dos locais que eu vou visitar, assim não faço viagem perdida e também não me assusto hehehe. Estive um mês em Alicante, que fica na Comunidad Valenciana, e vou mostrar um pouco do que eu vi por lá.

fotos 4,5,6

Chegando ao porto da cidade, que é lindo, me deparei com a réplica do navio SantísimaTrinidad, um antigo navio de guerra do século XIX. Pagamos 5€ com direito a uma consumição.

foto1 e 2

fotos 7,8

Também no porto você encontra um enorme cassino, vários restaurantes e lugares para dançar.

10

No alto de um morro fica o Castillo Santa Bárbara, com entrada gratuita e estacionamento também grátis. Não tem desculpa pra não ir . E as vistas…não tenho nem palavras.

foto 11,12

13

 

Não podia faltar uma visitinha à praia, a uma exposição e ao shopping.

foto 14,15

ultimas

Este é um ótimo lugar para passar as férias de verão, primavera, outono e inverno hehe.

Beijos!

Como chegar:

Avião: O aeroporto de Alicante fica a 12km do centro da cidade e dá pra chegar de quase todas as principais cidades europeias, mas se você vem de fora talvez tenha que fazer conexão/escala antes.

Trem: Existe uma estação no centro da cidade e você pode chegar vindo de muitas cidades espanholas. Fica a 3.5 horas de Madri e 5 horas de Barcelona.

Ônibus e carro: Você pode também se informar quais companhias de ônibus que fazem esse trajeto ou caso esteja com carro alugado é uma boa opção.

Melhor época:

Com certeza a melhor época é na primavera/verão europeu. Em Abril e Junho a cidade tem festas folclóricas e religiosas o que pode animar mais ainda a visita.

 


nayara foto

Como música para os ouvidos


No Brasil não estamos muito acostumados a escutar músicas em espanhol, então fica um pouco difícil conhecer os cantores que fazem sucesso aqui na Espanha, as músicas mais ouvidas e os artistas que fazem o delírio dos fãs.

01

 

Aqui escutamos muito mais que Alejandro Sanz. Existem vários grupos de pop e pop rock que valem a pena. Eu, particularmente, acho que rock’n’roll em espanhol uma m#&*!. Ainda não escutei nenhuma banda que prestasse. Não é muito o forte deles. Mas no que se refere ao pop eles mandam bem hehehe.

No mundo da música sempre tem um grupo de artistas que fazem mais sucesso num determinado período. E eu vou falar sobre esses cantores que são a febre do momento aqui na Espanha.

02

O primeiro deles é o gatíssimo Pablo Alboran, que tem apenas 23 anos! Ele já gravou 2 CDs, é muito simpático, humilde e sem compromisso . As músicas que fazem mais sucesso são: Te he echado de menos; Tanto; Solamente tú; Perdoname; El beso.

03

O segundo é um grupo já veterano chamado Despistaos. Eles já têm 10 anos de estrada, mas estão vivendo agora sua melhor fase. O último albúm Los Días Contados tem músicas lindas e eu adoooooro. As melhores são: Física o química; Cada dos minutos; Gracias; Dibujando Primaveras; Los días contados.

04

E para o delírio das adolescentes a boy band espanhola Auryn. Este é um grupo pop formado por 5 jovens entre 20 e 24 anos que canta em inglês. Eles já ganharam vários prêmios por aqui, como o melhor álbum e artista revelação. A música que NÃO para de tocar é Don’t give up my game.

05

Não se esqueçam dos fones de ouvido. É sempre bom não incomodar. 

nayara foto

Carnaval na Espanha

O carnaval também é uma data de festa, fantasias, dança e diversão aqui na Espanha. Não tem carros alegóricos, escolas de samba nem trio elétrico. Eu diria que aqui celebram do modo mais antigo, com pessoas fantasiadas pelas ruas, marchinhas de carnaval e qualquer música que sirva pra mover o esqueleto haha.

Untitled-1

Em muitas escolas as crianças vão fantasiadas e fazem um pequeno desfile pela cidade. Os adultos costumam se fantasiar para ir à boate. E também tem a opção de sair de tarde pelas ruas.

04

Muitas pessoas se reúnem e confeccionam ou compram a mesma fantasia para sair em grupo. No ano passado eu sai com um grupo vestida de tribo africana. Neste ano saímos de biscoito. Não são fantasias perfeitas, mas o que vale é a intenção hehe.

Untitled

A vantagem de sair pelas ruas é que ninguém fica de fora. É uma festa bem democrática e sem limites de idade. Participam famílias, crianças, adultos, bebês e amigos.

Untitled-d1

Untitljged-1

E o meu carnaval desse ano foi assim. 

nayara foto

Futebol: Uma paixão que não é só nossa

Na Espanha existem 83 times de futebol, se não me engano. Desses apenas 20 estão na primeira divisão, que são:

Barcelona; Granada; Valencia; Sevilla; Zaragoza; Real Madrid; Espanyol; Getafe; Málaga; Betis; Levante;
Real Socidad; Osasuna; Celta; Valladolid; Rayo; Atlético de Madrid; Dep. de la Coruña; Mallorca; Athletic de Bilbao.

Seja por sonho, vontade ou simples curiosidade, muita gente quer ver jogar, pelo menos uma vez, algum desses grandes times internacionais. É claro que da Espanha me refiro ao Barcelona e Real Madrid haha, já que os outros não são conhecidos.

01

E pra quem quer visitar o país e faz questão de ver um dos grandes jogar, vou contar um pouco sobre a temporada de jogos por aqui.

A nível nacional são três competições: Liga Española, Copa del Rey e Supercopa de España.

A Liga Espanhola geralmente começa entre agosto e setembro, com uma pequena pausa para o Natal, que pode ser de umas 2 semanas. A final muitas vezes ocorre no mês de junho. A temporada aqui sempre começa num ano e termina no outro.

02

Copa do Rei é outro campeonato, mas acontece no mesmo período. O ponto de partida está entre o final de agosto e começo de setembro. É mais curto que a Liga e tem uma pausa grande entre a semifinal e final, quase 3 meses! A semifinal é em fevereiro e a final é em maio. Esta temporada será nas datas 27/02 e 18/05, respectivamente.

03

 O vencedor da Liga e o vencedor da Copa del Rey jogam a Supercopa da Espanha. São duas partidas, uma no estádio de cada competidor. O enfrentamento costuma ser no final agosto.

04

 Para não fazer viagem perdida, eu sugiro vir à Espanha entre setembro e maio. Isso porque em agosto as partidas começam nos dias 29, 30. E em junho duram só a primeira semana. Se você seguir essa dica, não vai ter erro hehe.

Ah, a entrada mais barata para ver um clássico Real Madri e Barcelona custa uns 40€ e a mais cara pode superar os mil euros.

05

Visite o site www.realmadrid.com para mais informações.

nayara foto

Toledo, Castilla la Mancha

A maioria das pessoas que fazem viagens à Europa visitam apenas os lugares básicos para turistas. São viagens rápidas, com visitas curtas e tempo cronometrado. Mas existem tantos lugares bonitos que estão escondidos, e outros que não estão tão escondidos assim, e que deixamos de ver e desfrutar.

Na Espanha muitos turistas se limitam ao eixo Madri-Barcelona, o que é quase um pecado com tanta história, cultura, natureza e monumentos por todas as partes. Por isso eu acho mais vantajoso escolher um único país, selecionar as cidades que você deseja conhecer e fazer um tour por todo o país. E Toledo é uma dessas cidades que vale a pena conhecer.

01

Toledo, pra quem não sabe, é a antiga capital da Espanha. Foi declara Patrimônio da Humanidade em 1986 e atualmente vive do turismo.

02

Esta é uma cidade repleta de histórica, com direito a castelo, muralhas, mesquitas, igrejas, armaduras, catedral e pontes. Foi construída a partir de três religiões: muçulmana, hebraica e católica. Isso fica evidente nos monumentos e ruínas espalhados por toda a cidade.

3e4

05

6,7,8

Quem visita Toledo tem que conhecer o edifício Alcázar, a Catedral Primada, o castelo de San Servando, a Ponte de Alcántara, a Porta de Bisagra e se der tempo todas as inúmeras igrejas que tem na cidade.

9,10,11

12,13

Você encontra também muitas exposições. Eu visitei duas: Leonardo da Vinci, El inventor e Antigos Instrumentos de Tortura da Inquisição.

14,15,16

17,18,19

Em Toledo você pode se hospedar no Castelo de San Servando, que foi transformado num albergue juvenil e tem preços bem amigáveis. Saindo de Madri, que fica a 70km (50 minutos) de Toledo, você encontra ônibus com vários horários e por menos de 5€.

O site da cidade para várias informações culturais e turísticas é o www.toledo.es.

Horários e preço dos ônibus saindo de Madri: http://www.tdescubre.com/es/info/autobuses_interurbanos_toledo.php

Bom Passeio!

nayara foto