Maiorca, uma ilha que você vai querer conhecer.

Tudo ocorreu muito rápido, desde a decisão de viajar até viajarmos. Acontece que esse ano, fora a minha viagem pro Brasil, ainda não havíamos feito nenhuma viagem nova por aqui no velho mundo e eu estava doida pra viajar. Tudo começou com uma olhada básica no Skyscanner pra ver como estavam as promoções de passagens, depois disso Romero pediu pra que fossemos pra um lugar onde houvesse praia e os melhores preços eram pras praias da Espanha. Depois de pesquisar mil combinações de dias o melhor preço estava para Maiorca. Mas calma! Eu pesquisei bastante sobre a Ilha e suas praias antes de escolher ir pra lá, porque afinal de contas não importa se a passagem é barata se o lugar não vai te agradar né? Mas acontece que eu AMEI as fotos que vi.

HOTEL

Depois de comprar as passagens fomos atrás do hotel, procuramos o que tinha o melhor custo x benefício, ou seja, fosse barato, bonzinho e localização boa. Nessa busca encontramos o Hotel Mirablau e decidimos por ele. Ele realmente tinha uma boa localização, em um bairro tranquilo com supermercado, restaurante e praia perto. O hotel não é ruim, o staff é extremamente atencioso e gentil, o café da manhã não tem muitos luxos, mas dá pra comer direitinho. Porém, algumas coisas incomodaram um pouco como: o colchão era um pouco desconfortável e a acústica do quarto era terrível! A gente escutava gente no banheiro de outro quarto, qualquer barulho no corredor parecia que era lá dentro do quarto e de vez em quando chegavam uns bêbados de madrugada que achavam que estavam em casa e ficavam fazendo barulho no corredor. Eu daria 3 estrelhas pro hotel, os defeitos não estragaram nossa viagem, mas também não dá pra dizer que foi perfeito rs.

ALUGUEL DE CARRO

DSC01687 copy

Bom, a ilha é bem grandinha e tem várias praias e coisas legais pra conhecer! Não queríamos ficar presos ali em Palma de Maiorca onde a cidade não é tão atrativa e a praia também não é a mais paradisíaca, então decidimos alugar um carro pra todos os 7 dias que ficamos lá. Aumentou nossos custos? Sim, mas foi a melhor coisa que podíamos ter feito!

Mas descobrimos que na hora de alugar carro o barato pode sair caro! Pesquisem muito na internet qualquer empresa que estiverem pensando em usar. Nós alugamos por um site que serve como uma agência e te dá várias opções de carros e empresas, porém eles não te avisam qual empresa será até você ter terminado de pagar e foi ai que nos lascamos! Nós alugamos 1 dia antes da viagem e pra cancelamento com devolução total do dinheiro precisa ser com no mínimo 2 dias de antecedência. Nós descobrimos que a empresa seria a GOLDCAR e quando fomos pesquisar sobre ela ficamos de queixo caído! Muitos e muitos comentários ruins sobre ela, fiquei muito chateada e até pensamos e pagar a multa do cancelamento e ir alugar em outra com comentários bons, mas no final sairia a mesma coisa, porque a outra empresa era mais cara. Qual o problema da GOLDCAR? Você chega lá na hora de fazer o check-in e descobre que se você não fizer o seguro relax você não está totalmente seguro e ai eles fazem o tal calção no seu cartão de crédito de 600 euros. Até ai tudo bem, normal né? Mas quando você devolve o carro eles não avaliam na hora e eles têm 15 dias pra estornar o calção e ai que vem o problema! Muitas vezes eles usam de arranhões ou qualquer outra coisa, que muitas vezes não foi a pessoa que fez, pra poder te cobrar o dinheiro e já retiram uma parte do calção que você tinha dado, afinal você já havia aceitado a transação, então eles podem fazer isso e você não consegue reclamar nem nada porque eles não vão devolver, o que muitos tentam é resolver com o cartão de crédito. Como eu já tava sabendo das maracutaias deles, nós já havíamos decidido pagar o tal do seguro relax, que custou 41 libras, e assim não é preciso fazer o calção. Outra coisa que muita gente reclama e não é exclusividade deles é que você precisa pagar pelo tanque cheio e ai é problema seu se você vai usar ou não! Eles falam que se você for ficar por 3 dias ou menos eles te devolvem o dinheiro da gasolina que você não usou, mas muita gente reclama que eles não devolvem coisa nenhuma. Nós pagamos 69 euros pelo tanque de gasolina e devolvemos ele no vermelho! hahaha Se for ficar menos de 5 dias eu aconselho a alugar com a Sixt, uma empresa que é mais cara, mas é, segundo os comentários,  super honesta e a gasolina você usa e tem que devolver no tanto que recebeu, não paga a mais. Resumindo, no final pra gente não teve tanto problema o carro era bom, novo e pagamos o que pagaríamos se fossemos cancelar e alugar com outra, mas se fosse alugar de novo iria direto na Sixt.

PLANEJANDO A VIAGEM

Essa é uma viagem que precisa mesmo ser planejada, caso queira ir visitar a ilha de carro, porque tem muita coisa pra ver, conhecer e muitas vezes não dá tempo de fazer tudo né? Cada um planeja a viagem de acordo com seu gosto seja pra ter dia de compras, dia de conhecer a cidade e monumentos, que praias eu quero ir, quais percursos e distância. É bom olhar pelo Google maps e ver a imagem de satélite das praias, porque muitas só tem pedra e dá pra ver pelas imagens. Eu utilizei uns sites pra me ajudar a fazer os roteiros do dia, lá tem várias coisas falando sobre Maiorca, um deles é o SeeMallorca e o Majorca-Mallorca (Você pode conhecer sobre várias cidades que valem a pena conhecer e não são tão conhecidas).

PRAIAS

O que nós queríamos era praia, muita praia! Então fomos focados nisso. Viajamos mais de 600 km nesses 7 dias e conhecemos todos os lados da Ilha, infelizmente não deu pra conhecer todas as praias indicadas como boa, mas conhecemos algumas bem bacanas. Nós utilizamos um aplicativo de celular offline de GPS que se chama Sygic, ele é pago mas tem uma versão gratuita por 7 dias.

A encosta de Maiorca é bem rochosa, principalmente no norte da Ilha e por isso muitas praias são de difícil acesso ou tem pouca extensão de areia ou nem areia tem hehe. A primeira é a Cala Major, que ficava pertinho do nosso hotel, a praia não é grande e tem pouco extensão de areia, não foi a nossa preferida, mas a vista de cima dava pra ver a cor linda da água. De lá fomos pra Palmanova e Santa Ponça, eu adorei Palmanova! É um local bem legal pra se hospedar a água era bem transparente, o calçadão o melhor que vimos em toda a ilha, Santa Ponça foi OK. (Eu me dei conta agora que não tirei foto em Palmanova ;/)

DSC01624 mcopy

DSC01629 mcopy

No dia seguinte queríamos ir em uma praia menos turística na parte sul, mas era de tão difícil acesso que não conseguimos encontrar o caminho! kkkkkk Então acabamos parando em Colonia de Sant Jordi a cidade é muito tranquila com alguns restaurantes e comércios e foi minha praia TOP, a água bem parada quase uma piscina, com uma cor espetacular e bem menos fria que as praias do norte o único problema é que estava vindo uma frente fria e tava ventando muito! Nosso guarda sol não tava parando queto, então decidimos ir para a famosa praia Es Trenc. O problema de praias que ficam famosas é que ficam lotadas de gente e acabam querendo cobrar estacionamento, pagamos 6 euros pelo estacionamento. A água não estava tão límpida, mas foi bacana! Lá também é uma praia de nudismo, então se acostume a não se importar. Ah, em TODAS as praias terão mulheres fazendo top less, de preferencias as idosas, sério! kkkkkk.

DSC01639 mcopy

DSC01653 mcopy

No terceiro dia fomos explorar as montanhas que ficam na parte norte da Ilha, vá preparado pra horas e horas de muitas curvas haha, mas vale a pena a vista é maravilhosa e as cidadezinhas uma graça. Nosso roteiro seria começando em Estellencs passando por Banyalbufar, Deià, Sóller e Port de Sollér. No meio do caminho indo pra Estellencs encontramos um restaurante no precipício hehe e decimos almoçar na varanda. Se lembra a frente fria do dia anterior? Então, se instalou e tava um vento mortal! Tava jogando tudo no chão, eu não tava conseguindo comer com medo de derrubar os copos e etc. Então decidimos ir comer lá dentro. Ali perto do restaurante tem tipo um mirador, vale a pena subir e ver a vista.

montanha

restaurante

vista

Quando chegamos em Estellenc deixamos o carro em um estacionamento da cidade e fomos dar uma andada a pé, eu achei a cidade uma graça e deve ser ótimo pra quem quer descansar da agitação. Por ali tem uma vista bem bacana e uma “praia”, porque não dá pra entrar na água é cheia de pedras grandes e é perigoso. Mas vale a pena pegar o caminho pra admirar! Tem um restaurante lá também.

DSC01755 mcopy

DSC01764 mcopy

Nas outras cidades nós não ficamos muito tempo paramos mais pra descansar, comer e ficar sentados olhando a vista. Em Deià tem uma praia bem bacana com areia, mas é de muitíssimo difícil acesso, nós lemos que tem que andar a pé 1,6 km, porque o carro não passa por esse caminho. Como eu imagino que a ida seja descida a volta é subidona rs. Andar pela montanha é cansativo, apesar das vistas lindas você leva muito tempo pra percorrer uma quilometragem pequena e dá um pouco de enjoo o tanto de curva.

Chegamos em Sollér e como já estava meio tarde decidimos ir direto pra praia que se chama Platja d’en Repic, fica perto do Porto. Tem um estacionamento ali pertinho da praia. A praia é pequena e como já estava meio tarde já estava mais vazia, a água é bem limpinha e parada, mas eu vi uma água viva e fiquei com medo de ficar lá dentro kkkk. Deitamos na areia e apagamos foi só o tempo de dar uma soneca e ir voltar pra casa. A volta é mais tranquila, pois tem um caminho que passa por debaixo das pedras e é direto, mas tem que pagar o pedágio que se não me engano era 5,50 euros.

PLATJA DEN REPIC

No dia seguinte foi o dia de conhecer o lado nordeste da ilha e percorremos um longo caminho, longo para a ilha, mas não foi tão longe assim hehe O ponto mais longe de onde estávamos hospedados dava 90 km. Nós fomos para Manacor, cidade do jogador de tênis Nadal e também onde tem uma fábrica de pérola Maiorca, você pode pagar pra fazer um tour pela fábrica e comprar a peço de Outlet. Nós não ficamos lá e seguimos direto pra Porto Cristo. Porto Cristo é onde ficam umas cavernas bem turísticas, com uma iluminação bacana e no final do tour tem uma orquestra. Se não me engano custa 14 euros a entrada. Nós paramos lá em Porto Cristo pra conhecer um pouco a cidade, que é super tranquila, e tirar fotos fantásticas. Depois de lá fomos para Cala Rajada que já é uma cidade mais movimentada e cheia de turistas alemães, vale lembrar que toda a área nordeste é tomada por alemães. Nós almoçamos por lá e ficamos um pouquinho na praia, não foi bem minha praia favorita e estava CHEIA de água viva, teve uma hora que ninguém tinha coragem de entrar hahaha Mas das pessoas que estavam lá dentro não vi ninguém sendo queimado. De lá fomos pra Cala Mesquida, que é menor, não é tão movimentada, mas também não é tão calminha. Nós adoramos a praia de lá! As praias do nordeste são mais agitadinhas e chegam a fazer ondas, a água super limpinha e cristalina. No finalzinho da praia eu vi algumas pessoas peladas, acho que é porque ali do lado tem uma praia exclusiva de nudismo.

DSC01811 copy

PORTO CRISTO

OBS.: Na maioria das praias vão ter camas de praia com um guarda sol de palha, apesar de parecer não ter ninguém olhando você precisa pagar pra usar e não é barato! Teve uma praia que tava cobrando 13 euros. O que nós fizemos foi pedir toalhas de praia no hotel e comprar um guarda sol vagabundinho nessas lojas de turista. Custa no máximo 10 euros e é o que a maioria das pessoas fazem, até porque muitas vezes essas caminhas da praia estão quase sempre cheias em horário de pico e o sol de Maiorca não é brinquedo não.

PALMA DE MAIORCA

2013-06-20 20.48.55

Palma é a maior cidade da ilha com a maior concentração de turistas. É também onde tem o aeroporto principal. Nós não tivemos muito tempo de conhecer bem porque no dia que iriamos fazer o tour foi o dia que passamos no hospital. Se você for no TripAdvisor e pesquisar por Palma de Majorca terá infinitas coisas a conhecer e fazer. Nós fomos a noite, pois o Romero acha que toda cidade a noite é mais bonita. Nós demos uma andada rua a dentro até chegar na Catedral, ali perto tinha uma rua cheia de restaurantes e uma feirinhas artesanal, eu babei demais nas pulseiras.

SE ALIMENTANDO

Nós iriamos ficar 7 dias e seria todos os dias tendo que comer café da manhã, almoço, lanche e jantar. O café da manhã pagamos o do hotel mesmo, o lanche e quase todos os jantares nós compramos no supermercado, porque comer na praia ia sair muito caro! Compramos uns biscoitinhos integrais, geléia, torradinhas, muita água e de jantar comemos todo dia umas saladas prontas que tem no supermercado Mercadona. O almoço era sempre em algum restaurante do lugar que iriamos e como quase sempre eram coisas fritas e pesadas nós fazíamos o máximo pra comer o mais leve possível. Tem dois restaurantes que fomos e recomendo, mas são na área de Cala Major.

La Parada del Mar

Lá vendem vários tipos de peixes e frutos do mar, você escolhe os que você quer e você paga o peso, cada tipo de peixe/marisco são feitos de vários jeitos, pode ser grelhado, frito ou assado. A pessoa que vai te atender vai te dizer qual é a forma de fazer do peixe que você escolheu. Não existem muitos acompanhamentos você pode escolher entre as saladas ali na demonstração ou batata frita. Nós gostamos muito, foi o mais caro de todos que fomos, mas também os peixes eram inteiros e não só um filézinho e o camarão enorme. Eles dão de cortesia uma cestinha de pão com um patêzinho de alho, bem gostoso.

mar

La Greppia

É um restaurante italiano e fica bem perto do La parada del mar e do nosso hotel, mas só abre a noite. Nós fomos jantar lá no primeiro, porque o supermercado já estava fechado. Não tiramos foto, mas gostamos muito. Eles colocam uns azeites na mesa que pode parecer cortesia, mas não é e eles cobram por pessoa na mesa haha 1 potinho de azeitona eles cobram por 2. No final também vem acrescentando o VAT.

OUTLET

Nós fomos ao Outlet que tem ali por perto, se chama Festival Park. Tem várias lojas espanholas e outras internacionais. Algumas lojas que estavam listadas no site já haviam saído dali ;/. Eu aconselho a ir no começo da viagem! Pois dá comprar roupas de praia, biquines e etc. por preços bem bacanas, fiquei bem tentada, mas já não iriamos mais pra praia e vai demorar pra ir de novo. Gostei bastante da Camper e da Nike, onde comprei algumas coisas.

HOSPITAL

Eu sei que é “nada a ver” falar sobre hospital, mas uma hora pode acontecer como aconteceu com a gente. Nós pedimos pra recepção do hotel chamar um táxi e nos levar no hospital de emergência mais próximo. Fomos ao Son Espases e só depois que fiquei sabendo que era um hospital universitário. Ele é bem grandinho, arrumadinho com uma sala de espera bem grande. Como não sabia que era público fiquei tentando falar pra mulher que faz as admissões sobre como fazia com o seguro de viagem, meu portunhol é uma droga kkkk Talvez se tivesse falado português ela entenderia melhor. Bom, no final só tive que fazer uma fichinha e mostrar documentação. Fiquei meio por entender né? Só isso e pronto?. Lá na sala de espera eles chamam pelo auto falante o nome do paciente e a linha que ele deve seguir pra chegar onde deve. De lá foi tudo tranquilo até nos botaram com uma médica portuguesa que foi bem atenciosa e super paciente, nada prepotente.

 

Luísa.

Anúncios